Site Autárquico Loulé

QUARTEIRA: MINISTRO DA DEFESA NACIONAL INAUGURA EQUIPAMENTOS QUE REFORÇAM SEGURANÇA NA COSTA ALGARVIA

QUARTEIRA: MINISTRO DA DEFESA NACIONAL INAUGURA EQUIPAMENTOS QUE REFORÇAM SEGURANÇA NA COSTA ALGARVIA

Proteção Civil

09 de setembro 2020

Em funcionamento desde finais de maio, mas já com uma atividade de destaque, a Estação Salva-Vidas de Quarteira - que acorreu até ao momento a 51 instâncias - foi um dos equipamentos de segurança marítima inaugurados na cidade, esta terça-feira, pelo Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho.

No âmbito da parceria entre a Autoridade Marítima Nacional, o Município de Loulé e o Ministério do Mar/Docapesca, celebrada em 2019, foram edificadas no Porto de Pesca de Quarteira mais duas importantes infraestruturas: o Posto Marítimo, que irá acomodar a Delegação Marítima de Quarteira, a funcionar até agora num espaço no centro da cidade, e o Posto da Polícia Marítima, num financiamento total de 725 mil euros realizado pela Autarquia louletana. Esta verba contemplará ainda a criação de moradias para residência de militares da Autoridade Marítima Nacional, num projeto em curso.

Como sublinhou o Ministro durante a visita ao local, esta Estação Salva-Vidas “vem colmatar uma lacuna grande que existia na costa sul, no Algarve, entre Portimão e Olhão”. “Estamos a responder às necessidades de uma população muito importante que acorre às praias e que usa as águas também para a sua vivência, os pescadores e desportistas que fazem desportos no mar e que, por vezes, como tem acontecido ao longo destes meses em que a Estação Salva-Vidas está em funcionamento, precisam do apoio desta estrutura”, explicou o responsável da pasta para quem a recuperação total do investimento já foi feita “com as vidas que aqui se salvaram”.

Também o autarca Vítor Aleixo considerou que, nas últimas semanas, “este investimento público municipal contribuiu para consolidar a segurança na freguesia de Quarteira”. De referir que a ação desta Estação passou até agora pelo salvamento de diversos praticantes de kitesurf, assistência a banhistas na praia de Quarteira, auxílio de um veleiro ao largo de Vilamoura e apreensões no âmbito de ações de policiamento.

O aumento da “capacidade, da prontidão e da rapidez da resposta” em termos de salvamento e socorro a náufragos, fiscalização e policiamento, na área central do Algarve, num espaço de cerca de 30 milhas, constituem a grande mais-valia destes equipamentos.

Neste momento estão alocados a esta Estação Salva-Vidas 4 tripulantes, mas, segundo o vice-almirante Sousa Pereira, diretor-geral da Autoridade Marítima Nacional e comandante-geral da Polícia Marítima pretende-se que, “gradualmente todas as Estações disponham de 6 tripulantes”. No verão há um reforço com pessoal da Marinha que presta serviços no Instituto de Socorros a Náufragos.

A Estação Salva-Vidas de Quarteira junta-se agora às existentes ao longo de toda a linha da costa algarvia, em Sagres, Ferragudo, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António.

Neste momento tão importante para Quarteira, o presidente da Câmara Municipal de Loulé, entidade responsável pelo investimento, salientou a forte ligação que existe entre esta freguesia e o mar: “A história das suas gentes está intrinsecamente ligada à atividade piscatória, sendo que hoje em dia no Porto de Quarteira contam-se mais de 250 embarcações de pesca. É também uma zona balnear de renome que vê a sua população triplicar nos meses de verão.”

Neste momento que marca também o percurso da Autoridade Marítima, o Ministro João Gomes Cravinho reafirmou “o compromisso do Governo para com a contínua valorização, consolidação e modernização desta que é uma estrutura vital para o exercício da soberania do Estado no mar e nas áreas sob jurisdição marítima”.

No que toca à Polícia Marítima, que recentemente celebrou 100 anos de existência, precisamente na cidade de Quarteira, este responsável governamental referiu o gradual reforço dos efetivos que se tem verificado nos últimos anos.