Site Autárquico Loulé

Aquisições mês de outubro 2020

  • “Patina” de Jason Reynolds

    “A Patina Jones (ou Patty, como ela prefere ser chamada) é uma adolescente bem diferente das colegas fúteis e mimadas do colégio privado que frequenta. Em casa, na escola e na equipa de atletismo, a Patty dá sempre o máximo para estar à altura do que lhe é exigido.

    Esta jovem heroína não vive com os pais, mas com os tios; não estuda numa escola pública, mas numa escola de elite; não corre num sítio qualquer, mas numa equipa de atletismo. São muitos os desafios com que tem de lidar todos os dias, incluindo cuidar da irmã mais nova, mas, felizmente, está rodeada de pessoas que a adoram e a ajudam a ser melhor em todas as áreas da sua vida.

    Trabalhar em equipa e participar em corridas de estafetas vão levá-la a amadurecer ainda mais depressa. Aos poucos, a Patty vai percebendo que a vida é uma contínua transmissão de testemunho e que cada um tem de dar o seu melhor para que todos fiquem a ganhar.

    A Patty conta-nos a sua história repleta de pessoas inspiradoras, que lhe ensinam a importância de estabelecer relações fortes para se superar na pista e fora dela.”

    https://www.almedina.net/patina-1581420545.html

  • “O homem que plantava árvores” de Jean Giono

    “Inspirado em acontecimentos verdadeiros, traduzido em diversas línguas e largamente difundido pelo mundo inteiro, "O Homem Que Plantava Árvores" é uma história inesquecível sobre o poder que o ser humano tem de influenciar o mundo à sua volta.

    Narra a vida de um homem e o seu esforço solitário, constante e paciente, para fazer do sítio onde vive um lugar especial. Com as suas próprias mãos e uma generosidade sem limites, desconsiderando o tamanho dos obstáculos, faz, do nada, surgir uma floresta inteira - com um ecossistema rico e sustentável.

    É um livro admirável que nos mostra como um homem humilde e insignificante aos olhos da sociedade, a viver longe do mundo e usando apenas os seus próprios meios, consegue reflorestar sozinho uma das regiões mais inóspitas e áridas de França.”

    https://www.fnac.pt/O-Homem-Que-Plantava-Arvores-Jean-Giono/a556517

  • “Da falta de liberdade de expressão” de Joshua Wong

    “Introdução de Ai Weiwei.

    Prefácio de Chris Patten - último governador britânico de Hong Kong. Joshua Wong fez história aos 14 anos quando, perante o silêncio e a impassividade dos adultos, organizou o primeiro protesto estudantil em Hong Kong contra a Educação Nacional – e venceu. Desde então, Wong esteve à frente do Movimento dos Guarda-Chuvas, fundou um partido político (Demosisto) e uniu a comunidade internacional em torno dos protestos contra a nova lei de extradições para a China, nos quais 2 milhões de pessoas (mais de ¼ da população de Hong Kong) participaram. Graças ao seu ativismo, que atraiu a atenção do mundo, foi indicado para o Prémio Nobel da Paz e preso inúmeras vezes.

    Este livro conta-nos como Wong encontrou o ativismo, colige as cartas que escreveu enquanto prisioneiro político da República Popular da China e encerra com um apelo global à união e à ação, em defesa dos valores democráticos. Enquanto continuarmos calados, ninguém estará seguro. Mas com verdadeira liberdade de expressão, as nossas vozes unidas tornar-se-ão uma só.

    «Joshua Wong é um líder jovem, corajoso e inspirador.» Greta Thunberg

    «Um dos ativistas políticos de maior destaque. Um olhar relevador acerca da turbulência nas ruas de Hong Kong que fez manchete em todo o mundo.» Sunday Times

    «Se queremos Liberdade, devemos aprender com Hong Kong. Com os seus valores, tática e coragem, Joshua Wong mostra-nos o caminho.» Timothy Snyder, autor de Terra Negra

    «O mais destacado ativista pró-democracia de Hong Kong.» Time”

    https://www.fnac.pt/Da-Falta-De-Liberdade-de-Expressao-Joshua-Wong/a7868852

  • “Comida fit” de Gordon Ramsay

    «Estas são as minhas receitas preferidas sempre que quero comer bem em casa. Tudo o que espero é que lhe sirvam de inspiração para começar a cozinhar pratos que lhe deem mais saúde, seja qual for o seu principal objetivo.»

    https://www.fnac.pt/Comida-Fit-Gordon-Ramsay/a7812595

  • “Os cruzados” de Dan Jones

    “«Tomai este caminho e obtereis a remissão dos vossos pecados, seguros na indestrutível glória do Reino Sagrado.»

    Assim falou o Papa Urbano II em 1095, palavras de estímulo aos cristãos para «seguirem o caminho do Santo Sepulcro» e libertarem a cidade de Jerusalém de séculos de governação islâmica. O apelo a esta união por parte de Urbano II, com a promessa da salvação para todos os que tomassem a cruz, desencadearia um conflito religioso numa escala épica.

    Príncipes cristãos, seguidos por legiões de fiéis, iniciaram uma cadência de guerras santas contra os inimigos de Cristo que imergiriam a Europa e o Mediterrâneo num banho de sangue - de Alepo, no Levante, ao Al-Andalus, no Ocidente.

    Em "Os Cruzados", Dan Jones apresenta uma perspetiva particular sobre um conflito medieval entre a cristandade e o islão que se manteve aceso durante quase quatro séculos e cujos ecos ainda hoje se fazem ouvir. Mais do que uma simples exposição dos acontecimentos das Cruzadas, Dan Jones oferece-nos um enquadramento histórico com base numa sequência de episódios emocionantes.

    Os «cruzados» são mulheres e homens, cristãos das Igrejas do Oriente e do Ocidente, muçulmanos sunitas e xiitas, árabes, judeus, turcos, egípcios, berberes e mongóis e até um grupo viquingue. Dan Jones é tem uma magnífica aptidão para redigir esta narrativa histórica estimulante.

    Nunca até aqui a época das Cruzadas foi retratada de modo tão intenso e vibrante, nem a sua história relatada com tanto entusiasmo.”

    https://www.fnac.pt/Os-Cruzados-Dan-Jones/a7826173

  • “Um espião entre amigos” de Ben Macintyre

    “Agente, agente duplo, traidor e um grande enigma, Kim Philby passou aos russos todos os segredos das operações aliadas nos primeiros anos da Guerra Fria. Com acesso a documentos recentemente desclassificados do MI5 e a escritos privados até agora desconhecidos, e com a colaboração de antigos agentes do MI6 e da CIA, esta biografia definitiva revela aquele que será o último grande segredo da guerra fria.”

    https://www.almedina.net/um-espi-o-entre-amigos-1593511897.html

  • “A coragem de Cilka” de Heather Morris

    “«É um privilégio trazer esta história de incrível coragem, paixão, e triunfo do espírito humano» - Heather Morris A beleza salvou-lhe a vida - e condenou-a. Em 1942, com apenas 16 anos, Cilka Klein é levada para o campo de concentração de Auschwitz-Birkenau. O comandante do campo, Johann Schwarzhuber, sente-se de imediato atraído pela beleza dos seus longos cabelos e decide separá-la das outras prisioneiras. Cilka depressa aprende que o poder pode ditar a sobrevivência.

    Após a libertação, Cilka acaba por ser condenada pelos russos por ter colaborado com os nazis e é enviada para Vorkuta, um desolado e horrendo campo de trabalhos forçados na Sibéria, no Círculo Polar Ártico. Inocente, mas de novo prisioneira, Cilka enfrenta novos desafios, igualmente aterradores, numa batalha diária pela sobrevivência.

    Trava amizade com uma médica de Vorkuta e aprende a cuidar dos prisioneiros doentes esforçando-se para tratar deles, sob condições inimagináveis. Mas é ao cuidar de um homem chamado Aleksandr que Cilka descobre que, apesar de tudo, ainda há espaço no seu coração para o amor. Baseado em factos conhecidos sobre o período em que Cilka Klein esteve detida em Auschwitz e nos testemunhos de prisioneiras nos campos de trabalhos forçados na Sibéria, "A Coragem de Cilka" é a continuação da narrativa do bestseller internacional O Tatuador de Auschwitz. É uma obra de cortar o fôlego, uma poderosa homenagem ao triunfo da resiliência, um romance que nos leva às lágrimas. Mas é também uma história que nos deixa estarrecidos e encorajados pela feroz determinação de uma mulher que, contra todas as probabilidades, sobreviveu.”

    https://www.fnac.pt/A-Coragem-de-Cilka-Heather-Morris/a7466937

  • “A harpa dos reis” de Juliet Marillier

    “Uma jovem é ao mesmo tempo bardo e guerreira nesta emocionante fantasia histórica, o primeiro livro da nova série - Bardos Guerreiros - de Juliet Marillier.

    Liobhan, de dezoitos anos, é uma cantora possante e toca muito bem flauta. O irmão possui uma voz que derrete o coração mais duro e é um talento raro na harpa. Liobhan e o irmão Broc, filhos de Grim, estão a ser treinados numa ilha de guerreiros, quando lhes é confiada a missão de recuperar a Harpa dos Reis, um símbolo antigo da realeza, que desapareceu, a tempo da coroação do novo rei. Mas, quando a ambição entra em conflito com a consciência, Liobhan tem de tomar uma decisão ousada e as consequências poderão partir-lhe o coração.”

    https://www.almedina.net/a-harpa-dos-reis-1593788935.html

  • “O golfinho” de Mark Haddon

    “Uma recém-nascida é a única sobrevivente de um desastre aéreo. O pai, um homem demasiado protetor e com um segredo terrível, cria-a em total isolamento, o que a leva a refugiar-se num mundo de livros e aventuras antigas. Porém, um dia, esta menina é visitada por Darius, um jovem que compreende bastante mais do que devia sobre o pesadelo em que ela vive, o que o deixa em grande perigo. Perseguido por alguém que o vê como uma ameaça, a fuga por mar torna-se a única opção. Daí em diante, Darius será Péricles – o príncipe de Tiro – e a sua vida encher-se-á de lances arriscados, de acasos, mas também de amor.

    Assim começa uma aventura épica que vai dos nossos dias ao mundo antigo, passando por Londres nos tempos de Shakespeare. Deusas vingativas, ninfas protetoras, mitos antigos e os eternos e insondáveis desígnios das Parcas atravessam também as páginas deste livro. No novo romance de Mark Haddon, as fronteiras entre o real e o imaginado diluem-se para dar lugar a uma narrativa única e imperdível, com ecos de histórias distantes, e onde a força e a resiliência femininas ecoam a cada momento.”

    https://www.almedina.net/o-golfinho-1591695155.html

  • “Portugal e a Europa: testemunhos de protagonistas” de José Maria Brandão de Brito e outros

    “A cooperação de Portugal com a CEE, que culminou na Adesão em 1986, foi liderada por figuras políticas de relevo.

    A história que tem sido contada segue uma linha narrativa alicerçada nos dados oficiais disponíveis.

    Mas os protagonistas dessa história sabem contá-la com outros pormenores, outras informações e nuances, em larga medida desconhecidos do público.

    É por isso inestimável o testemunho pessoal que nos deixam no presente livro.

    Entrevistas a: Amílcar Theias, Aníbal Cavaco Silva, António Marta, Diogo Freitas do Amaral, Emílio Rui Vilar, Ernâni Lopes, Francisco Pinto Balsemão, Jaime Gama, João Salgueiro, José da Silva Lopes, José Medeiros Ferreira, Manuel Jacinto Nunes, Mário Soares, Raquel Ferreira, Rui Machete, Vítor Constâncio, Vítor Martins.”

    https://www.almedina.net/portugal-e-a-europa-testemunhos-de-protagonistas-1564011796.html

  • “Os cães de Salazar” de Francisco Moita Flores

    “Quatro de julho de 1937, uma explosão atenta contra a vida de António de Oliveira Salazar. Falha. Serão os homens presos os verdadeiros culpados? – Série RTP

    Lisboa. 1937. Quatro de julho, 11 horas da manhã. O Buick onde Salazar seguia, com o motorista e o chefe de gabinete, entra na Avenida Barbosa du Bocage, para ir assistir à missa, como faz todos os domingos, na capela da casa do seu amigo Josué Torquato. O motorista abre a porta da viatura para dar passagem a Salazar. Pela outra porta sai o chefe de gabinete. Dão três ou quatro passadas na direção da porta da residência de Josué Torquato quando uma explosão formidável faz estremecer o chão e os prédios envolventes. Impávido, Salazar terá sacudido a poeira que sujava o fato, o chapéu e as botas, e seguiu para a missa. Segue-se uma caça ao homem por parte da PVDE dirigida pelo seu chefe máximo, Agostinho Lourenço, para apurar os responsáveis. Suspeitando de militantes comunistas apoiados pelo próprio Partido Comunista Português e financiados pelo Komintern, segue-se a prisão de dezenas de indivíduos e a apressada conclusão do caso. Porém, entre felicitações dos chefes de estado de outros regimes autoritários europeus e os níveis de prestígio e respeito nunca antes atingidos pela polícia política, nasce a dúvida sobre a forma como a PVDE desenvolveu o seu caso e se aqueles que foram detidos são os verdadeiros culpados do atentado. Num envolvente romance, o leitor é levado numa viagem pela sociedade portuguesa da época de Salazar e pelos meandros da investigação daquele que foi o único atentado contra o Presidente do Conselho de Ministros.”

    https://www.almedina.net/os-c-es-de-salazar-1593511350.html

  • “Ganhei uma vida quando te perdi” de Raul Minh’Alma

    “Como é que se esquece alguém? Quando Alice decide esquecer Gustavo, depois de este a ter magoado, procura Artur, um homem sábio e misterioso que tem o dom de apagar, temporariamente, as memórias associadas a uma pessoa. No entanto, Alice estava longe de imaginar as consequências que essa decisão iria trazer para a sua vida, principalmente depois de se apaixonar por Rodrigo. Agora tinha mais uma difícil decisão em mãos: enfrentar o passado, ou viver este novo amor que, depois de ter apagado parte das suas memórias, poderia não passar de uma mera ilusão…

    O autor bestseller Raul Minh’alma, líder dos tops nacionais de vendas, traz-nos um romance arrebatador onde nos explica como fazer de um fim um novo começo e de uma perda uma grande conquista. O livro que te vai ajudar a esquecer quem não te merece.”

    https://www.almedina.net/ganhei-uma-vida-quando-te-perdi-1572454151.html

  • “Deixa acontecer: os mandamentos do Afonso” de Afonso Noite-Luar

    “Quando nada o fazia prever, Mafalda está de volta. O regresso inesperado da ex-namorada atira Afonso para o seu lado mais obscuro. Sufocado pelos fantasmas do passado e consumido pelos seus medos, Afonso é obrigado a tomar a decisão mais difícil de todas: afastar-se de Inês. Afinal, «nada menos que tudo» é um dos seus princípios. Se não pode estar por inteiro ao lado de Inês, então não pode estar com ela.

    Só que Inês não está disposta a desistir. Apesar das incertezas e dos receios que a atormentam, ela não pode deixá-lo partir sem tentar, por uma vez que seja, fazê-lo ficar - nem que, para isso, tenha de recorrer aos mandamentos do próprio Afonso.

    Depois dos sucessos de Ela Primeiro e Faz-me Ficar, Afonso Noite-Luar regressa com a terceira e última parte da história, misteriosa e sensual, de Afonso e Inês. O livro no qual todas as questões serão respondidas. Ou será que não?”

    https://www.fnac.pt/Deixa-Acontecer-Os-Mandamentos-do-Afonso-Afonso-Noite-Luar/a7854427

  • “Os pássaros cantam em grego: diário 3” de Rita Ferro

    “Não é só a escrita de Rita Ferro que é imprevisível, a sua vida é um constante renovar de cenários e de forças. Quando a imaginávamos a viver serenamente na casa onde escreveu os diários anteriores, "Veneza Pode Esperar" e "Só Se Morre Uma Vez", troca as voltas ao destino e desafia-se de novo: vende o apartamento, faz as malas e regressa ao campo, desta vez ao berço dos seus bisavós maternos.

    Aparentemente, perde tudo o que tinha conseguido: a proximidade da família, dos amigos, dos programas culturais, dos desafios profissionais e dos apoios urbanos.

    O que perde e ganha? Quanto vale agora, sem os expedientes e as distracções da cidade? Tem 65 anos e vive sozinha – conseguirá manter a chama, a alegria, o arroubo criador? E como ficou a sua relação com o amor?

    A par dos romances que tem publicado, a escritora mantém a tradição de partilhar com os leitores a sua cronologia pessoal, através de diários que são também a sua forma de analisar os avanços e retrocessos do seu trajecto, as pulsões e contradições da sua alma. Os Pássaros Cantam em Grego é o terceiro volume do seu diário.”

    https://www.fnac.pt/Os-Passaros-Cantam-em-Grego-Diario-Livro-3-Rita-Ferro/a7881987

  • “Antologia mínima: prosa” de Fernando Pessoa

    “A mais sintética antologia do mais vasto dos autores. Depois do sucesso do volume com a poesia (já editado em inglês), descubra o essencial da prosa de Fernando Pessoa (ortónimo e heterónimo) numa selecção única do conceituado pessoano Jerónimo Pizarro. Nos últimos anos, Fernando Pessoa passou a fazer parte de um cenário urbano e comercial. Neste contexto, é preciso desaprender Pessoa, para citar Caeiro, e lê-lo como se o estivéssemos a descobrir pela primeira vez. Para ler esta antologia, é preciso aceitar primeiro aquela que pode ser uma estranha constatação para os admiradores do poeta: «A maior parte do espólio pessoano está em ‘prosa’», diz a introdução. Ou seja, aqui vai-se além do Livro do Desassossego, rumo a «escritos sociopolíticos, filosóficos, esotéricos, epistolares, teóricos». Há alguns mais conhecidos, como a carta a João Gaspar Simões sobre a génese dos heterónimos, outros mais divertidos, como aforismos ou cartas a Ofélia, mas também há surpresas, até para os mais conhecedores — é o caso da «Crónica Decorativa», um bom pretexto para embarcar nesta nova forma de «experimentar» Pessoa. «Lembro-me de ter relido o texto de Fernando Pessoa: ‘Organizar’, e de ter sido incapaz de não sorrir: ‘Todo o pensador de sistemas fixos, todo o organizador de conjuntos definidos, sofre fatalmente desilusões, quando não desastres.

    Em toda a organização prática há pois que contar com o inesperado e indefinido da vida.’ […] Pessoa não só escreveu poesia e prosa (em português, inglês e francês), como discutiu sobre ‘as duas formas da palavra escrita’, considerando a primeira própria de uma maior inadaptação ao ambiente, como o afirma num texto inédito que começa: ‘A writer is either essentially a prose writer, or a poet, or a combination of the two.’» – Jerónimo Pizarro, Introdução”

    https://www.fnac.pt/Prosa-Antologia-Minima-Fernando-Pessoa/a7807388

  • “Matilde: à procura da matemática!” de Mary Katherine Martins e Silva

    “A Matilde é uma menina que gosta muito da sua família, dos seus amigos, de brincar e... de já conseguir fazer várias coisas sozinha. Ela está a descobrir o mundo e tem muitas histórias para contar.

    Com a Matilde, as crianças vão crescer com mais uma amiga ao seu lado! A Matilde e a sua amiga Ana Rita são desafiadas a encontrar a matemática nas coisas que as rodeiam. Como duas boas detetives, elas vão à procura em todas as salas do Jardim de Infância.

    E não é que descobrem que a matemática está por todo o lado? Nos padrões das roupas, nos quadros das paredes, nos jogos, nos livros de histórias...

    Vem descobrir com a Matilde e a Ana Rita como a matemática está presente no teu dia a dia ! O livro inclui um Guia de Leitura para pais e educadores, com sugestões para uma abordagem mais divertida e interativa da história.”

    https://www.fnac.pt/Matilde-A-Procura-da-Matematica-Mary-Katherine-Martins-e-Silva/a7888268

  • “Drama” de Raina Telgemeier

    “Callie é a cenógrafa do musical de primavera da sua escola, e está decidida a criar um cenário digno da broadway. mas com o drama criado após a escolha dos atores tanto no palco como fora dele, o aminho até à noite de estreia promete ser longo!”

    https://www.fnac.pt/Drama-Raina-Telgemeier/a7798362

  • “Um inverno perfeito” de Cristina Sitja Rubio

    Dormir? Nem pensar! Brincar é perfeito!

    O outono chega à floresta e alguns dos seus habitantes preparam-se para uma longa sesta: o amigo urso ressona, a marmota está ferrada no sono e a casa dos caracóis e das tartarugas mergulhou no silêncio. Mas o Texugo não tem sono. E tem um plano fabuloso para os meses que aí vêem...

    De Cristina Sitja Rubio, autora/ilustradora do título Estranhas Criaturas (Orfeu Negro, 2017), chega-nos esta divertida fábula sobre o ritmo da floresta e de cada um que nela habita, irrequieto ou dorminhoco...”

    https://www.fnac.pt/Um-Inverno-Perfeito-Cristina-Sitja-Rubio/a6633579

  • “As piores crianças do mundo - Livro 3” de David Walliams

    “Quando pensavas que era seguro voltar à tua estante… elas estão de volta. Mas agora é pior… Muito pior! Apresentamos-te "AS PIORES DAS PIORES CRIANÇAS DO MUNDO"! Pousa o livro e FOGE! A sério! Aproveita e coleciona os 3 livros! Vá, não custa nada.”

    https://www.fnac.pt/As-Piores-Criancas-do-Mundo-Livro-3-David-Walliams/a7487116

  • “10 Histórias para ensinar às crianças o que são as emoções” de Susana Pedro

    “As emoções preenchem a nossa vida. Sentimos alegria, tristeza, ira, medo… Todas estas emoções ajudam-nos a lidar com as situações do dia a dia. Com a experiência que vamos adquirindo, fazemos melhor uso das nossas emoções mas, no caso das crianças, reagir às suas próprias emoções e relacionar-se com os outros pode tornar-se numa tarefa difícil.

    Susana Pedro, doutoranda em Ciências da Educação, pós-graduada em Neuroeducação e fundadora da Sociedade do Bem, traz-nos dez histórias tão divertidas quanto didáticas para ajudar pais e educadores a explicar às crianças o que são as emoções e como lidar com elas.

    No final de cada história, e partindo da mensagem que é passada nas mesmas, a autora deixa dicas para se poder continuar a trabalhar com as crianças cada emoção.”

    https://www.fnac.pt/10-Historias-para-Ensinar-as-Criancas-o-que-sao-as-Emocoes-Susana-Pedro/a7826190

  • “Uma história da maçonaria em Portugal 1727-1986” de António Ventura

    “A caminho de quase três séculos de Maçonaria em Portugal, a sua história confunde-se com a história do nosso país. Por entre anátemas e elogios cegos, importa desbravar a floresta de enganos, positivos e negativos, que rodeia a Maçonaria. Este livro não é uma história exaustiva da Maçonaria em Portugal, mas sim um contributo para uma melhor compreensão da vida dessa organização entre nós durante quase trezentos anos. As balizas temporais justificam-se, a primeira – 1727 –, pelo início da Maçonaria em Portugal, ainda que sem a participação de portugueses.

    A última – 1986 – constitui o momento em que se consumou a primeira cisão na Maçonaria Portuguesa depois de Abril de 1974, multiplicando-se, a partir de então, o aparecimento de novas Obediências.

    Conteúdo da obra

    I - Entre Luzes e Sombras (1727-1797)
    II - Entre Cila e Caríbdis – A Maçonaria Portuguesa entre 1797 e 1819
    III Esperanças, Desafios e Ilusões (1820-1834)
    IV - A Tentação Política – Entre a Dispersão e a Busca de Unidade (1834-1868)
    V Maçonaria à Margem da Política
    VI - O Grande Oriente Lusitano Unido (GOLU) – Supremo Conselho da Maçonaria Portuguesa (1869-1879)
    VII - Tempos de Incerteza (1880-1899)
    VIII - O Lento Caminho da Republicanização (1900-1910)
    IX - O Período Áureo (1910-1914)
    X - A Cisão de 1914 e o Grémio Luso-Escocês
    XI - Anos Tempestuosos (1915-1925)
    XII - República e (ou) Ditadura (1926-1929)
    XIII - O Grão-Mestrado do General Norton de Matos (1930-1935)
    XIV - Mas Há sempre Uma Candeia… (1935-1974)
    XV - Quem Quis sempre Pôde – O Reavivar das Luzes (1974-1986)”

    https://www.fnac.pt/Uma-Historia-da-Maconaria-em-Portugal-1727-1986-Antonio-Ventura/a7547526

  • “Duelos de sedução, livro 1: prisioneiros do amor” de Nicole Jordan

    “Marcus Pierce, um aristocrata incrivelmente bonito com uma reputação infame, herda a guarda da ardente Arabella Loring e suas duas irmãs... e imediatamente declara a sua intenção de as casar. Arabella Loring e as suas irmãs esforçaram-se por construir um futuro para si mesmas, já que a família foi assolada por um terrível escândalo após o qual foram excluídas da vida social da aristocracia. Fundaram uma escola para jovens senhoras de boas famílias e juraram nunca casar. Infelizmente, o seu guardião, o encantador Marcus Pierce, conde de Danvers, tem outros planos e, para se livrar da pesada responsabilidade, pensa em dar uma boa recompensa aos cavalheiros dispostos a casar com as suas pupilas.

    No entanto, Arabella não está pelos ajustes e aparece em casa de Marcus, pronta para a batalha. Mas ele, conquistado pela combativa rapariga, propõe-lhe uma solução insólita: irá cortejá-la durante duas semanas, pondo em prática todas as suas qualidades de sedutor, e se ela conseguir resistir-lhe, estará livre de todas as restrições.

    Caso contrário... O amor é uma aposta que ele não está disposto a perder…”

    https://www.fnac.pt/Prisioneiros-do-Amor-Duelos-de-Seducao-Livro-1-Nicole-Jordan/a7466514

  • “Caronte à espera” de Cláudia Andrade

    “«Há já muitos anos que na Literatura portuguesa não aparecia uma voz tão forte.»

    - Público Reformado, enfastiado e desapaixonado, Artur decide finalmente colocar um ponto final na sua vida. Chegou o momento de deixar para trás o tédio, as dores do corpo e todos os pequenos incómodos que, com o passar dos anos, ganham proporções desmesuradas. Mas eis que um rosto numa fotografia de casamento semeia a dúvida no espírito de Artur, uma sombra que teima em não mais largá-lo: quem é aquele homem, bonito e confiante, que surge entre família e amigos?

    Perante as respostas vagas da sua mulher, não resta a Artur outra hipótese senão adiar o seu plano e ajustar contas com o passado. Depois de Quartos de Final e Outras Histórias — considerado um dos melhores livros do ano pela crítica —, Cláudia Andrade reafirma o seu lugar único na Literatura portuguesa com um romance pleno de ironia mordaz e crueza poética sobre a fragilidade do corpo, a memória e a pulsão da vida. «Cláudia Andrade é verdadeiramente (caso raro) uma nova voz num panorama ficcional cada vez mais monótono e inócuo.

    (…) E é-o, não pelo domínio sólido, ágil da língua de Camões, manobrada de tal modo que engendra guinadas especiais, ou pela ironia com travo a fel, mas pela crueza poética, pelos lances de uma visceralidade incomum.» - Jornal I”

    https://www.fnac.pt/Caronte-a-Espera-Claudia-Andrade/a7629809

  • “Estamos grávidos! E agora?” de Carmen Ferreira

    “A gravidez, o parto e os meses que se seguem são momentos intensos, repletos de mudanças que se sucedem a um ritmo alucinante. As dúvidas instalam-se e começa a procura de respostas. E porque sabe que o Dr. Google não faz diagnósticos (e é sempre pessimista!), Carmen Ferreira, enfermeira parteira, escreveu este livro a pensar nas mães e pais que andam à procura de respostas. Às boas práticas e às evidências científicas mais recentes, a enfermeira Carmen alia o que aprendeu com mães, bebés e outros enfermeiros, ao longo de 10 anos de profissão, na área de obstetrícia.

    Apresenta-nos um livro que abrange cinco grandes etapas: a gravidez, o nascimento (parto e pós--parto), o bebé recém-nascido, os desafios do primeiro ano de vida e a prevenção/planeamento de uma nova gravidez. Está repleto de informação científica e dicas práticas - daquelas que os médicos não dão, nem encontra noutros livros sobre o tema -, sem obsessões nem fundamentalismos.

    Com uma escrita leve e descontraída, este é o livro que a/o vai ajudar a viver a maternidade/paternidade com mais tranquilidade. Carmen Ferreira é enfermeira parteira, com dez anos de experiência na área de obstetrícia, e autora do blogue Bebé Saudável. É presença assídua nos meios de comunicação social.”

    https://www.fnac.pt/Estamos-Gravidos-E-Agora-Carmen-Ferreira/a7444045

  • “Uma escolha imperfeita” de Louise Doughty

    “Uma escolha imperfeita” de Louise Doughty

    “Uma escolha imperfeita é um romance sobre as relações, a verdade e a moralidade de uma sociedade que nos aprisiona. Num tom intimista, pleno de emoção, erotismo e um suspense de tirar o fôlego, este é um romance surpreendente sobre como uma decisão impensada pode mudar o curso de uma vida para sempre.

    Yvonne Carmichael trabalhou toda a vida para conquistar a vida que sempre quis: uma invejável carreira na área da genética, uma casa fantástica, uma boa relação com o marido e dois filhos crescidos de quem se orgulha.

    Um dia, ela cruza-se com um desconhecido e, num impulso, começa uma tórrida aventura amorosa – uma decisão que acabaria por colocar em causa tudo o que ela sempre valorizou. Yvonne acredita que conseguirá manter a relação extramatrimonial sem que tal jamais venha a interferir na sua vida, tal como ela é. Só que, na verdade, ninguém consegue controlar o que acontecerá a seguir.

    De conceituada e respeitada cientista a adúltera acusada dos mais variados crimes, Yvonne vê todos os seus planos desmoronarem-se numa espiral de desilusões e violência.”

    https://www.fnac.pt/Uma-Escolha-Imperfeita-Louise-Doughty/a812396

  • “Conduz o teu arado sobre os ossos dos mortos” de Olga Tokarczuk

    “Vencedora do Prémio Internacional Booker

    «Uma surpreendente junção de thriller, comédia e tratado político, escrito por uma autora que combina um intelecto extraordinário com uma sensibilidade anárquica.»

    The Guardian

    Numa remota aldeia polaca, a excêntrica Janina Duszejko, professora reformada, divide os seus dias a traduzir a poesia de William Blake e a observar os sinais da astrologia, fazendo por manter-se afastada das pessoas e próxima dos animais, cuja companhia prefere; mas a pacatez dos seus dias vê-se interrompida quando começam a aparecer mortos vários membros do clube de caça local. Certa de encontrar respostas, Janina decide lançar-se na investigação do caso, chegando a uma estranha teoria que espalhará o terror pela comunidade.

    Sob a máscara de policial noir ou fábula macabra, Conduz o Teu Arado Sobre os Ossos dos Mortos é um romance mordaz e desconcertante que questiona a nossa posição acerca dos direitos dos animais e responsabilidade sobre a natureza, bem como todas as ideias preconcebidas sobre a loucura, a justiça e a tradição.

    «Podia ser uma versão do filme Fargo, reescrita por Thomas Mann.»

    The Telegraph

    «Uma entre os poucos assinaláveis romancistas europeus a surgirem neste século.»

    The Economist”

    https://www.fnac.pt/Conduz-o-Teu-Arado-Sobre-os-Ossos-dos-Mortos-Olga-Tokarczuk/a7203324

  • “A rapariga nova” de Daniel Silva

    “Num elitista colégio particular suíço, o mistério rodeia a identidade de uma rapariga de cabelo preto que chega todas as manhãs acompanhada por uma escolta digna de um chefe de Estado. Na verdade, o seu pai é Khalidbin Mohammed, o difamado príncipe herdeiro da Arábia Saudita.

    E quando a sua única filha é sequestrada, recorre ao único homem capaz de a encontrar antes que seja tarde demais. O que está feito, não pode ser desfeito… Gabriel Allon, o lendário chefe dos serviços secretos israelitas considera Khalidum colaborador valioso, mas do qual não se fia, na guerra contra o terror.

    O príncipe comprometeu-se a quebrar o vínculo estreito que une a Arábia Saudita com o Islamismo radical. Juntos vão arquitetar uma aliança precária numa guerra secreta pelo controlo do Médio Oriente. Ambos os homens têm numerosos inimigos. E ambos têm tudo a perder.

    Do autor mais vendido do The New York Times, chega-nos um magnífico thriller novo de engano, traição e vingança.”

    https://www.fnac.pt/A-Rapariga-Nova-Daniel-Silva/a7531801