Site Autárquico Loulé

Aquisições mês de julho 2021

  • “Metodologia de Investigação em Ciências Sociais e Humanas - Teoria e Prática” de Clara Pereira Coutinho

    “Metodologia de Investigação em Ciências Sociais e Humanas - Teoria e Prática, resulta da experiência da autora no domínio da investigação e do ensino e destina-se tanto a alunos de graduação e pós-graduação como a investigadores. Trata-se de uma obra integradora da diversidade metodológica do trabalho de investigação – métodos quantitativos, qualitativos e mistos – que aborda o processo investigativo desde a formulação do problema à redacção do relatório final, passando pela constituição da amostra e escolha dos métodos e técnicas mais apropriadas para a recolha e tratamento dos dados.

    Escrito numa linguagem clara e acessível e recorrendo a exemplos práticos, este livro permite ao leitor desenvolver competências de análise, espírito crítico e tomada de decisão.

    Clara Pereira Coutinho lecciona a disciplina de Metodologias de Investigação em Educação no Instituto de Educação da Universidade do Minho, Braga, Portugal e é autora de diversas publicações nesta área.”

    https://www.almedina.net/metodologia-de-investiga-o-em-ci-ncias-sociais-e-humanas-teoria-e-pr-tica-1563799552.html?gclid=EAIaIQobChMIiNOmwvH98QIVCwGLCh3ysQLbEAQYAiABEgLTaPD_BwE

  • “Pessoas altamente sensíveis” de Elaine Aron

    “Precisa de estar sozinho todos os dias, nem que seja alguns minutos? O barulho e a confusão afligem-no? As pessoas à sua volta acham-no demasiado tímido ou reservado? Se respondeu sim a tudo, há fortes probabilidades de ser uma Pessoa Altamente Sensível (PAS). Mas não se preocupe, faz parte de uma “família” numerosa: estima-se que entre 15 a 20 por cento das pessoas (e, curiosamente, dos animais) partilham este traço de personalidade, “descoberto” há 25 anos pela Dra. Elaine Aron.

    A autora, psicóloga clínica de renome internacional, e ela própria altamente sensível, dedicou grande parte da sua carreira a estudar as pessoas altamente sensíveis (PAS). O essencial das suas conclusões está neste livro, que começa justamente com um teste genérico para avaliar o grau de sensibilidade do leitor.

    Uma vez feito o diagnóstico, as PAS encontrarão aqui conselhos práticos para enfrentar a agitação e ansiedade: >Testes específicos para perceber as suas sensibilidades particulares (pois somos todos diferentes). >Ferramentas para reenquadrar as experiências do passado – ou seja, se hoje olhar para a sua infância sabendo que é uma PAS, vai recordá-la de forma muito mais positiva, reforçando a auto-estima. >Dicas para melhor usar a alta sensibilidade. "

    https://www.fnac.pt/Pessoas-Altamente-Sensiveis-Elaine-Aron/a8405577?gclid=EAIaIQobChMIjJ_E-fD98QIVj7d3Ch2KDA0fEAQYASABEgIMf_D_BwE

  • “O Coelhinho” de Agnese Baruzzi

    “Livro-fantoche com uma história simples sobre um coelhinho muito ternurento. Perfeito para a partilha entre pais e bebés.”

    https://www.fnac.pt/O-Coelhinho-Livro-com-Fantoche-de-Dedo-Agnese-Baruzzi/a7937404

  • “Da cena de crime ao Tribunal” de Susana Costa, Filipe Santos e Carlos Ademar

    “A ciência e o direito podem ser entendidos como diferentes sistemas de autoridade, com distintas culturas e práticas. Desde a última década do século XX até aos dias de hoje, temos vindo a testemunhar o desenvolvimento e a expansão dos usos da ciência e da tecnologia no sistema de justiça criminal, assistindo-se a uma acelerada propensão para a coprodução da ciência e do direito, levando ao encontro de diferentes atores, saberes e práticas.

    Da cena de crime ao tribunal: Trajetórias e culturas forenses resulta de uma Summer School promovida por uma parceria entre o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e a Escola de Polícia Judiciária (atualmente, Instituto de Polícia Judiciária e Ciências Criminais).

    Este livro coletivo, que parte de um conjunto heterogéneo de saberes, práticas e olhares, proporciona uma discussão sobre as formas de conhecer e as diferentes experiências vividas em função da posição ocupada por cada um dos atores que compõem a cadeia de custódia da prova.

    Apresentando a sua trajetória desde o local de crime até à sua conversão em elemento de prova e decisão judicial, os vestígios de crime são analisados através das perspetivas de polícias de investigação criminal e de proximidade, peritos forenses, juristas e sociólogos. Trata-se de uma excelente ferramenta teórica e prática, pensada como um instrumento de trabalho destinado ao meio académico, estudantes e docentes, mas também aos profissionais ligados à justiça, ao crime e à investigação criminal, assim como ao sistema integrado de emergência médica. Principais temas abordados:

    • Polícia de proximidade na cena de crime
    • Contributo da tecnologia
    • (In)visibilidades e “zonas cinzentas” na cena de crime
    • O Laboratório de Polícia Científica e a investigação criminal
    • Agressões sexuais
    • Base de Dados de Perfis de ADN
    • Partilha transnacional de informação
    • O contributo do ADN na investigação criminal
    • Análise de casos mediáticos da justiça portuguesa
    • O olhar de diferentes culturas epistémicas
    • A tecnologia de ADN no sistema de justiça criminal português”

    https://www.fnac.pt/Da-Cena-de-Crime-ao-Tribunal-Susana-Costa/a8145477

  • “Antes que o café arrefeça” de Toshikazu Kawaguchi

    “O que faria se pudesse voltar atrás no tempo?

    Um romance tocante e inspirador.

    Um rumor circula por Tóquio. Escondido num pequeno beco da cidade, dentro de uma cave, há um café com mais de cem anos. Com uma chávena bem quente, se nos sentarmos no lugar certo, oferecem-nos algo mais: a hipótese de voltar ao passado. Em Antes Que o Café Arrefeça, acompanhamos as viagens de quatro mulheres que procuram regressar a momentos determinantes das suas vidas para os mudar: falar com o namorado que partiu, ler a carta do marido com Alzheimer, ver a irmã pela última vez e conhecer a filha que nunca viu. Mas as viagens no tempo têm condições e riscos… e nada do que façam vai alterar o presente.

    Uma mesa, um café e uma decisão.

    Uma história sobre o amor, o tempo perdido e as oportunidades que o futuro nos reserva.”

    https://www.bertrand.pt/livro/antes-que-o-cafe-arrefeca-toshikazu-kawaguchi/24704577

  • “Vestida de preto e outras histórias” de Mário de Andrade

    “«Maria estava na porta, olhando pra mim, se rindo, toda vestida de preto. Olhem: eu sei que a gente exagera em amor, não insisto. Mas se eu já tive a sensação da vontade de Deus, foi ver Maria assim, toda de preto vestida, fantasticamente mulher. Meu corpo soluçou todinho e tornei a ficar estarrecido.

    — ao menos diga boa-noite, Juca...»”

    https://www.wook.pt/livro/vestida-de-preto-mario-de-andrade/24535760

  • “O currículo pré-escolar HighScope” de Ann S. Epstein e Mary Hohmann

    "«O currículo pré-escolar HighScope»" é um guia abrangente para ajudar educadores, administradores e alunos a apoiar a aprendizagem ativa das crianças pequenas. Escrito de uma forma prática, reúne informação essencial ao desenvolvimento da criança, conteúdo curricular, e estratégias eficazes de ensino para programas de desenvolvimento infantil.

    Utilizado com sucesso numa grande variedade de contextos com populações diversificadas, "O currículo pré-escolar HighScope inclui resultados de investigações atuais na área da educação infantil e mais de cinquenta anos de experiência de educadores HighScope nos Estados Unidos e por todo o mundo.

    Este guia define os ingredientes da aprendizagem ativa, que se baseiam em interações adulto-criança de apoio, envolvimento familiar, planeamento de equipa diário, e na avaliação apropriada da criança e do programa. Descreve como criar um local de aprendizagem ativa, escolhendo materiais e áreas de interesse para o ambiente de aprendizagem e implementando uma rotina diária coerente com a sequência de planear-fazer-rever e os tempos de pequeno e grande grupo, característicos da HighScope.”

    http://www.bm-anadia.pt/Nyron/Library/Catalog/winlibsrch.aspx?skey=3612A0662F394549A859AEB28DA2EF4A&pesq=5&thes0=52057&cap=&col7=cl141_t1&res=0&thes7=51839&nohist=true&doc=87439

  • “Todos fazemos tudo” de Madalena Matoso

    "Todos fazemos tudo" prescinde das palavras e funciona como um jogo. Há personagens - homens, mulheres, novos e velhos - e uma grande diversidade de atividades que estas personagens poderão viver. Na parte superior das páginas é revelada a sua identidade - se masculina, se feminina, se mais nova ou mais velha; na parte inferior revelam-se as ações - cozinhar, tratar de bebés, fazer jardinagem, conduzir tratores ou tocar guitarra. Não se representam apenas as chamadas "tarefas domésticas", habitualmente lembradas quando o tema da igualdade é tratado, mas também atividades profissionais e momentos de lazer. Não se representam apenas homens e mulheres, mas pessoas de diferentes idades e origens, dando ao livro uma dimensão maior de Igualdade que não apenas a de género.

    Aos leitores caberá fazer as diferentes combinações. Virando as páginas é possível trocar as personagens e/ou as atividades e observar como, pelo menos neste livro, não há preconceitos nem ideias feitas. Aqui todos fazemos tudo: avós de prancha de surf debaixo do braço, pais a estender a roupa, mães com jeito para o bricolage, tudo acontece com naturalidade.

    Resultado de um concurso de criatividade lançado pelo município de Genebra, "Todos fazemos tudo" é um projeto original das Éditions Notari, criado com o objetivo de promover a igualdade entre homens e mulheres.”

    https://www.wook.pt/livro/todos-fazemos-tudo-madalena-matoso/11532239

  • “Frida Kahlo” de Nadia Fink e Pitu Saá

    “As antiprincesas não têm superpoderes, mas são superpoderosas e sabem que as mulheres reais é que podem mudar o mundo.

    Frida Kahlo, a primeira antiprincesa desta colecção para crianças, pintou as tristezas e alegrias da sua vida com cores fortes. Teve uma perna defeituosa que nunca escondeu, e usou a arte para combater o sofrimento. Vestiu‑se de rapaz, inventou um estilo que nunca mais se viu, e nos seus desenhos cabiam auto‑retratos, o México inteiro, animais, esqueletos e a luta pelo bem de todos.”

    https://tintadachina.pt/produto/frida-kahlo/

  • “Violeta Parra” de Nadia Fink e Pitu Saá

    “As antiprincesas não têm superpoderes, mas são superpoderosas e sabem que as mulheres reais é que podem mudar o mundo.

    Violeta Parra, a segunda antiprincesa desta colecção para crianças, viajou pelos lugares mais remotos do Chile para recolher e salvar do esquecimento as canções tradicionais. Aprendeu sozinha a tocar vários instrumentos, a pintar em cartões e a bordar serapilheira. Quando foi preciso, vestiu saias feitas de cortinados, carregou os filhos para o trabalho, e nunca desistiu de cantar as vozes e os sons do seu povo.”

    https://tintadachina.pt/produto/violeta-parra/

  • “Clarice Lispector” de Nadia Fink e Pitu Saá

    “As antiprincesas não têm superpoderes, mas são superpoderosas e sabem que as mulheres reais é que podem mudar o mundo.

    Clarice Lispector foi antiprincesa, a quarta desta colecção para crianças, mas também anti‑escritora, como a própria gostava de dizer. Nasceu numa Europa pobre, cresceu num Brasil pouco progressista, e o português sempre foi a sua língua. Dobrou as palavras, libertou a mente, ignorou as regras, e assim escreveu romances, contos e crónicas, com a máquina de escrever ao colo e os filhos a brincarem à sua volta. Inventou coelhos pensadores, a galinha Laura, um cão que comia cigarros, e um mundo onde podia sempre dizer o que pensava e sentia.”

    https://tintadachina.pt/produto/clarice-lispector/

  • “Juana Azurduy” de Nadia Fink e Pitu Saá

    “As antiprincesas não têm superpoderes, mas são superpoderosas e sabem que as mulheres reais é que podem mudar o mundo.

    Juana Azurduy percebeu como era difícil e injusta a vida na Bolívia, à época um país ocupado, e a terceira antiprincesa desta colecção para crianças não conseguiu ficar parada. Vestiu uma saia branca e um casaco vermelho, pegou numa espada, e enfrentou a cavalo as lutas pela libertação da América do Sul. Com os filhos nos braços e outras amazonas ao seu lado, tornou‑se guerreira muito antes de o exército sequer aceitar mulheres.”

    https://tintadachina.pt/produto/juana-azurduy/

  • “O livro dos ursos: tu tá, tu lá com os ursos de todo o mundo” de Katie Viggers

    “Qual o maior urso? E qual o mais pequeno?

    Qual dos ursos adora mel?

    E qual deles tem os pés antiderrapantes?

    Imortalizados em inúmeras personagens infantis, os ursos são animais que fazem parte do imaginário de miúdos e graúdos.

    No entanto, os ursos não são personagens fictícias e este fascinante livro vai fornecer aos mais novos, e não só, informações preciosas sobre as oito espécies de ursos que existem no mundo: o urso-polar, o urso-panda, o urso-pardo, o urso-pardo-sírio, o urso-negro asiático, o urso-malaio, o urso-beiçudo, o urso-negro americano e o urso-de-lunetas.

    Com as encantadoras ilustrações de Katie Viggers, vamos conhecer o mundo dos ursos, os seus gostos, os seus habitat e muito, muito mais.”

    https://editorial-bizancio.pt/wp/produto/o-livro-dos-ursos/

  • “As Leis Fundamentais da estupidez humana” de Carlo M. Cipolla

    “As cinco leis que confirmam o nossoa maior  receio: a estupidez humana vai governar o mundo.

    Desde tempos imemoriais, uma poderosa força negra tem impedido o crescimento do bem-estar e da felicidade humana. É mais poderosa do que a Máfia ou a Milícia. Tem efeitos catastróficos globais e pode ser encontrada em qualquer lugar. Esta é a força imensamente poderosa da estupidez humana.

    Carlo M. Cipolla, notável professor de história económica, criou um modelo de vital importância que nos permite detetar, conhecer e neutralizar esta ameaça: As Leis Fundamentais da Estupidez Humana. Simultaneamente hilariante e mortalmente sério, este livro irá prepará-lo para realidades políticas desconcertantes, colegas irracionais ou a desgraça desenfreada de jantar com os sogros."

    https://www.almedina.net/as-leis-fundamentais-da-estupidez-humana-1616773204.html?gclid=EAIaIQobChMIi8n2ren98QIVF6h3Ch1OWw1fEAQYAiABEgLRufD_BwE

  • “História da Filosofia Política” de João Cardoso Rosas

    “A História da Filosofia Política que aqui oferecemos dá ao leitor a possibilidade de percorrer, de forma fluída, mas rigorosa, a extraordinária viagem intelectual que dá forma ao cânone da teoria política ocidental. Esta viagem inicia-se na Antiguidade, com Platão, Aristóteles e Cícero, incorporando depois o pensamento cristão, de Agostinho de Hipona e Tomás de Aquino; desenvolve-se no Renascimento, com a escolástica tardia, Maquiavel, Thomas More, Jean Bodin e Altúsio; conhece novas modalidades na época Moderna, com Hobbes, Locke, Espinosa, Montesquieu e Hume, refletindo sobre as grandes transformações do final do século XVIII por intermédio de Rousseau, Adam Smith, Kant, os federalistas americanos, Burke, Comte ou Tocqueville; e entra definitivamente na contemporaneidade com o utilitarismo de Jeremy Bentham e Stuart Mill, e através de Hegel e Marx, para mais tarde repensar, já no século XX, o choque do totalitarismo e do holocausto, através de Karl Popper e Hannah Arendt. Os pensadores aqui estudados são, por assim dizer, nossos contemporâneos. Mesmo quando viveram há já vários séculos e em contextos sociais muito diferentes do nosso, criaram os conceitos e os esquemas intelectuais com os quais pensamos, ainda hoje, a nossa vida em sociedades politicamente organizadas. É através do seu pensamento que conseguimos aceder ao significado profundo da nossa linguagem política, conseguindo compreender termos como Estado e República, poder e autoridade, justiça e bem comum, realismo e utopia, direitos individuais e contrato social, estado de natureza e estado civil, federalismo e pluralismo, democracia e vontade geral, liberdade e igualdade, utilidade e bem-estar, progresso e tradição, contradição social e luta de classes, revolução e reforma, totalitarismo e liberalismo - e por aí adiante. É também nestes pensadores que poderemos colher a inspiração e os recursos para refletir, hic et nunc, com a máxima lucidez, sobre os novos desafios que o nosso mundo atravessa, sobre as incertezas do presente e sobre as possibilidades do futuro.”

    https://www.fnac.pt/Historia-da-Filosofia-Politica-Joao-Cardoso-Rosas/a7962486?gclid=EAIaIQobChMI7Lqb6-j98QIVCqh3Ch11cwEAEAQYASABEgJbGfD_BwE

  • “Elevação” de Stephen King

    “Castle Rock é uma pequena cidade, cenário de muitos livros de Stephen King, e as notícias correm depressa. É por isso que Scott Carey quer confiar o seu estranho segredo apenas ao Dr. Bob Ellis: anda a perder peso sem emagrecer e a balança regista o mesmo peso independentemente da roupa que usa.

    Scott tem duas vizinhas que abriram uma «requintada experiência de jantar» na cidade, mas a população não está convencida. Deidre e Missy Donaldson é um casal de lésbicas que não encaixa muito bem nas expectativas da comunidade. E agora Scott parece estar em guerra com elas, porque os cães do casal gostam de ir fazer as necessidades ao seu relvado.

    Scott começa a compreender a vida difícil das vizinhas e tenta ajudar. Enquanto a comunidade se une e se prepara para mais uma comemoração do Dia de Ação de Graças, alianças improváveis são criadas, mostrando que podemos encontrar uma base comum apesar das nossas diferenças tão enraizadas.”

    https://www.bertrand.pt/livro/elevacao-stephen-king/23334774

  • “Sentir & Saber” de António Damásio

    “De um dos mais eminentes neurocientistas a nível mundial, autor dos bestsellers O Erro de Descartes e A Estranha Ordem das Coisas, um novo, sucinto e luminoso livro, totalmente dedicado à investigação do fenómeno da consciência.

    Nas últimas décadas, numerosos filósofos e cientistas cognitivos têm debatido a consciência como se fosse uma questão à parte, dando-lhe um estatuto especial, o de problema único, não apenas difícil de investigar mas insolúvel. Porém, António Damásio está convencido de que as mais recentes descobertas da Neurobiologia, da Psicologia e da Inteligência Artificial nos facultam as ferramentas necessárias para solucionar este mistério.

    Em 49 breves capítulos, o autor ajuda-nos a compreender a relação entre a consciência e a mente; porque estar consciente não é o mesmo que estar acordado e não precisa de mente; o papel fundamental dos sentimentos; e a relação entre o cérebro biológico e o desenvolvimento da consciência.

    António Damásio não realiza apenas uma síntese entre as descobertas de várias ciências e as perspetivas da filosofia: apresenta a sua própria e original investigação, que tem transformado o entendimento do cérebro e do comportamento humanos.

    «A pergunta seguinte diz diretamente respeito à consciência: como é que o cérebro constrói experiências mentais que associamos inequivocamente a nós próprios? Sobretudo na última década, vários investigadores destacados têm aventado respostas a esta questão mas nenhuma delas foi considerada plenamente satisfatória. Espero que as soluções adiantadas no presente livro nos aproximem de uma resposta adequada e que sejam entendidas como um Manifesto sobre o Problema da Consciência.»

    https://www.almedina.net/sentir-saber-1604570225.html?gclid=EAIaIQobChMIkqKh2On88QIVkLbtCh2XIQo_EAQYAiABEgIVkfD_BwE

  • “Prática Contabilística” de Carlos Nabais e Francisco Nabais

    “Esta obra, um best-seller na área do ensino da Contabilidade, escrita por dois Contabilistas Certificados, foi atualizada de modo a acompanhar o que de novo surgiu nas matérias contabilísticas relacionadas com:

    - Contabilização dos Fundos de Compensação do Trabalho (FCT)

    - Fundos de Garantia de Compensação do Trabalho (FGCT)

    - Taxonomias

    - SAF-T de contabilidade, impostos diferidos e apuramento do goodwill nas participações financeiras e nas concentrações empresariais.

    Mantendo a linguagem clara e simples que caracteriza as edições anteriores, esta 7.ª edição de Prática Contabilística inclui mais de 250 exemplos de aplicação, casos práticos e exercícios resolvidos, respondendo às necessidades dos Contabilistas Certificados, Revisores Oficiais de Contas (ROC), técnicos de contabilidade e estudantes universitários.

    • Plano de Negócios
    • Criação de Empresas
    • Sistema de Normalização Contabilística
    • Trabalho Contabilístico
    • A Informatização da Contabilidade
    • As Contas do Sistema de Normalização Contabilística
    • Trabalho de Fim de Exercício
    • SAF-T de Contabilidade e Informação Empresarial Simplificada (IES)
    • Dissolução de Sociedades
    • A Contabilidade das Microentidades
    • Manual do IVA no novo anexo sobre a Declaração Periódica do IVA, serão resolvidos vários casos práticos no âmbito do Regime do IVA nas Transações Intracomunitárias

    . Códigos de Contas SNC e NCM estão disponíveis para download na página Web do livro."

    https://www.fnac.pt/Pratica-Contabilistica-Carlos-Nabais/a8538267?gclid=EAIaIQobChMIj9n04Oj88QIV2eFRCh2UMwX-EAQYASABEgKja_D_BwE

  • “Cidade infecta” de Teresa Veiga

    “Numa pequena cidade do interior, onde a vida segue os trilhos da tradição, a tranquilidade dos moradores é violentamente interrompida pelo assassínio de uma mulher, e as ruas pacatas ganham sombras suspeitas sempre que cai o entardecer. Raquel e Anabela nada teriam em comum, não fosse uma determinação férrea em conduzir a vida familiar e a frequência de um curso de informática.

    Mas apesar de diametralmente opostos, ou precisamente por isso, os seus traços de carácter acendem de imediato a chama da amizade. Quanto estão prestes a desvendar uma à outra os seus mais inconfessáveis segredos, eis que se abate sobre Oliveira uma nova e devastadora tragédia.”

    https://www.wook.pt/livro/cidade-infecta-teresa-veiga/24241902

  • “O Punhal do Soberano” de Robin Hobb

    “O segundo volume de A Saga do Assassino, uma das mais fabulosas sagas de fantasia de sempre Fitz mal escapou com vida à sua primeira missão como assassino ao serviço do rei. Regressa a Torre do Cervo, enquanto recupera do veneno que o deixou às portas da morte, mas a convalescença é lenta e o rapaz afunda-se na amargura e dor. O seu único refúgio será a Manha, a antiga magia de comunhão com os animais, que deve manter em segredo a todo o custo. Enquanto recupera, o reino dos Seis Ducados atravessa tempos difíceis com os ataques sanguinários dos Navios Vermelhos. A guerra é inevitável e preparam-se frotas de combate para enfrentar o inimigo, mas o rei Sagaz não viverá por muito mais tempo. Sem os talentos de Fitz, o reino poderá não sobreviver. Estará o assassino real à altura das profecias do Bobo que indicam que o rapaz irá mudar o mundo?”

    https://www.leyaonline.com/pt/livros/fantastico/o-punhal-do-soberano-ebook/

  • “C(s)em Perguntas sobre Sexo” de Ivone Campos e Ana Luz

    "Este livro é sobre perguntas. Perguntas que fui colecionando ao longo dos anos nas várias escolas por onde já passei. Perguntas sobre sexualidade, feitas por alunos com idades entre os 12 e os 18 anos. Por essa razão, as perguntas são, como irão ver, tão diversas quanto o seu nível de curiosidade. Nunca nas minhas aulas a palavra SEXO foi tabu, como não o são as palavras PULMÃO, NARIZ, CÓLON ou ENCÉFALO. Por isso, seguindo a mesma linha de pensamento, não ignorei nenhuma das perguntas que me fizeram, nem mesmo aquelas que possam parecer absurdas ou “menos próprias

    Na verdade, nenhuma pergunta é “menos própria”, quando se trata de aprender. No fundo, a ciência é isso mesmo: procurar respostas. In Prefácio"

    https://www.edicoesesgotadas.com/catalogo/csem-perguntas-sobre-sexo/

  • “Homo Biologicus” de Pier Vincenzo Piazza

    “Do nosso cérebro primitivo à exploração espacial: como a biologia explica a natureza humana.

    Desde o surgimento do Homo sapiens na árvore evolutiva dos grandes primatas e a revolução cognitiva sem paralelo que isso representou há 50 mil anos, a capacidade da nossa espécie entender e modificar o seu ambiente revelou-se ilimitada. Contudo, o mistério da natureza humana permanece insondável. Aquilo que realmente somos e o que nos move desafia a racionalidade.

    Durante séculos, cientistas, filósofos e líderes espirituais questionaram-se sobre o nosso «como» e o nosso «porquê». Este livro tem, por fim, as respostas: porque é que desejamos a liberdade, mas precisamos de ordem, porque é que somos a espécie mais fútil, apesar de nos considerarmos superiores a todas as outras, e porque é que continuamos reféns de ideologias contraditórias – democracia ou totalitarismo, excesso ou frugalidade, espiritualidade ou materialismo… Do extremismo ideológico à crise energética, este livro explica-nos por fim porque fazemos o que fazemos, porque somos como somos.

    Piazza é um intrépido explorador da evolução e da biologia, oferecendo-nos uma leitura totalmente nova do ser humano, das suas motivações e dos seus excessos. Só ligando os pontos, como o autor faz neste livro, é possível ver a nossa história como um todo, com as implicações revolucionárias que isso nos traz. Uma mudança de paradigma que pode abrir novas portas à nossa evolução.”

    https://www.almedina.net/homo-biologicus-1587036668.html?gclid=EAIaIQobChMI-c655ub88QIVxqfVCh12mgAJEAQYAiABEgLVv_D_BwE

  • “Ao ouvido de um moribundo. Uma antologia desesperada da poesia portuguesa” de Nuno dos Santos Sousa

    “Ao ouvido de um moribundo. Uma antologia desesperada da poesia portuguesa” de Nuno dos Santos Sousa

  • “Percy Jackson e o último Olimpiano” de Rick Riordan

    “Os mestiços passaram o ano inteiro a preparar para a batalha contra os Titãs, sabendo que a vitória é pouco provável. O exército de Cronos está mais forte do que nunca, e a cada novo deus ou mestiço que é recrutado, o poder de Cronos aumenta cada vez mais.

    Enquanto os Olimpianos lutam para travar o monstro Tifão, Cronos avança em direção à cidade de Nova Iorque, onde o Monte Olimpo quase não tem vigilância. Cabe agora a Percy Jackson e ao seu exército de jovens semideuses travarem o Senhor do Tempo.

    Neste muito aguardado quinto e último livro da série best-seller Percy Jackson e os Heróis do Olimpo, a profecia envolve o dia do 16.º aniversário de Percy. E, enquanto luta por travar o fim da civilização ocidental nas ruas de Manhattan, Percy enfrenta a terrível sensação de que, na realidade, está a lutar contra o seu próprio destino.”

    https://www.fnac.pt/Percy-Jackson-Livro-5-Percy-Jackson-e-o-Ultimo-Olimpiano-Rick-Riordan/a786489

  • “Civilizações” de Laurent Binet

    “Como seria o mundo hoje se, em vez de Colombo ter chegado à América, tivessem sido os Incas a chegar à Europa? Como seria o mundo hoje se a História tivesse acontecido de maneira inversa ao que conhecemos?

    E se, em vez de Colombo ter chegado à América, tivessem sido os Incas a chegar à Europa? Houve três coisas que faltaram aos índios para conseguirem resistir aos conquistadores: o cavalo, o ferro e os anticorpos às doenças europeias.

    Mas neste romance, Laurent Binet dá-lhes o domínio dos cavalos, o conhecimento do ferro e a imunidade necessária. E põe Athaualpa, décimo terceiro e último imperador inca, a desembarcar em Lisboa, nos dias que se seguiram ao terramoto de 1531.

    Cristóvão Colombo e os seus homens sucumbiram a uma morte obscura e inglória em paragens distantes e desconhecidas. E a Europa de Carlos V é um continente de monarquias extenuadas, populações famintas à beira da revolta, querelas religiosas, piratas que atacam portos, batalhas que destroem cidades e aniquilam exércitos.”

    https://www.quetzaleditores.pt/produtos/ficha/civilizacoes/23989689

  • “Arte nenhuma” de Carlos Poças Falcão

    “Arte nenhuma” de Carlos Poças Falcão

  • “O Homem do casaco vermelho” de Julian Barnes

    “Um original e vívido retrato da Belle Époque - e dos seus heróis, vilões, escritores, artistas e pensadores - e de um homem à frente do seu tempo.

     

    No verão de 1885, três cavalheiros franceses chegaram a Londres para alguns dias de «compras decorativas e intelectuais». Um era príncipe, outro era conde e o terceiro era um plebeu com apelido italiano que, alguns anos antes, fora retratado numa das extraordinárias telas de John Singer Sargent. Era ele Samuel Pozzi, médico da melhor sociedade, ginecologista pioneiro e livre-pensador – um homem racional, de espírito científico e com uma vida privada conturbada.

    Em fundo, a Belle Époque parisiense, um período de muito glamour e prazer, mas com um lado negro também - de histeria, narcisismo, decadência e violência.

    O Homem do Casaco Vermelho é, assim, em simultâneo, um original e vívido retrato da Belle Époque - e dos seus heróis, vilões, escritores, artistas e pensadores - e de um homem à frente do seu tempo. Um livro cheio de espírito e profundamente documentado, que mostra e defende a frutuosa e duradoura troca de ideias através do Canal da Mancha que fez a grandeza da Europa.”

    https://www.fnac.pt/O-Homem-do-Casaco-Vermelho-Julian-Barnes/a8654633

  • “Guia dos Peixes de Água Doce e Migradores de Portugal Continental”

    “Publicar o primeiro guia nacional dos peixes de água doce e migradores, foi uma tarefa tão desafiadora quanto emocionante, que envolveu um conjunto de especialistas que se tem dedicado ao estudo e conservação deste grupo de vertebrados e dos seus habitats.

    Este guia é um convite a mergulhar nos rios de Portugal continental para ficar a conhecer a diversidade de peixes que os habitam, cuja relevância vai muito além da sua importância económica, representada por atividades como a pesca e a piscicultura. Neles reside um património científico, histórico, ornamental e cultural que urge dar a conhecer e preservar.

    Ferramenta de valor prático e científico para os que se interessam pelos peixes das águas doces, incluindo os pescadores lúdicos e desportivos, técnicos e gestores ambientais, professores e alunos, para além do público em geral, folhear este Guia vale também pelas magníficas ilustrações científicas de todas as espécies sob a forma de aguarelas originais, que registam com detalhe a riqueza e beleza das espécies.”

    https://www.almedina.net/guia-dos-peixes-de-gua-doce-e-migradores-de-portugal-continental-1619438102.html?gclid=EAIaIQobChMI59m89OL88QIViZ3VCh07VwbhEAQYASABEgKWBPD_BwE

  • “Alterações climáticas” de Filipe Duarte Santos

    “As alterações climáticas são uma realidade e uma preocupação para cada cidadão contemporâneo. Mas, como compreender o que se está a passar e contribuir de modo esclarecido para a sua mitigação?

    Este ensaio é uma breve súmula do conhecimento científico actual sobre as alterações climáticas derivadas da ação humana e das respostas e desafios que colocam hoje.

    Explica-as de forma simples, mas muito rigorosa, esclarecendo noções básicas de meteorologia, climatologia e balanço energético na atmosfera. Mostra que resultam sobretudo da dependência global dos combustíveis fósseis, cujo agravamento gera um risco climático crescente. E alerta: para garantir a sustentabilidade da civilização humana, é necessário cumprir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, incluindo a descarbonização da economia mundial.”

    https://www.almedina.net/altera-es-clim-ticas-1620643503.html

  • “Perturbação de hiperatividade/Défice de atenção” de Marcelino Pereira, Mário R. Simões e Octávio Moura

    “A Perturbação de Hiperatividade/Défice de Atenção (PHDA) é uma perturbação neurobiológica de natureza multifatorial (e.g., genética, neurológica, neurocognitiva), mas à qual não são alheias variáveis de natureza ambiental, que tanto podem atuar como fatores de risco ou elementos facilitadores da trajetória desenvolvimental. Os sintomas, persistentes, de desatenção, hiperatividade e/ou impulsividade, que ocorrem nos vários contextos de vida (e.g., casa, escola, trabalho), definem o padrão comportamental mais comum. Dada a sua heterogeneidade em termos patofisiológicos, fenotípicos e neurocognitivos, bem como a relação comórbida com outras Perturbações do Neurodesenvolvimento e Psiquiátricas, o impacto na qualidade do funcionamento social, académico ou ocupacional é individualmente variável.

    Este livro reúne um conjunto articulado de capítulos que aborda a PHDA ao longo do desenvolvimento (infância, adolescência e idade adulta), com temas essenciais como o impacto dos sintomas comportamentais nos vários contextos, a epidemiologia, a base neurobiológica, a avaliação clínica e a terapêutica farmacológica e não farmacológica. Além destes tópicos, é ainda analisada a perspetiva histórica e os futuros desenvolvimentos sobre esta Perturbação do Neurodesenvolvimento.

    Dada a especificidade, abrangência e profundidade das temáticas abordadas sobre a PHDA, esta obra constitui-se como um recurso essencial para os diversos profissionais da saúde e educação (bem como para os pais de crianças/adolescentes e adultos com PHDA), que direta ou indiretamente participam no processo de sinalização, avaliação e/ou intervenção nesta perturbação.”

    https://www.almedina.net/perturba-o-de-hiperatividaded-fice-de-aten-o-diagn-stico-interven-o-e-desenvolvimento-ao-longo-da-vida-1604679434.html?gclid=EAIaIQobChMIt9mCzYTw8QIVC5_VCh0aUgrGEAQYASABEgJG8PD_BwE

  • “O sol e os eclipses” de Luís Viegas Gonçalves e João Luís Gonçalves

    “(A propósito do centenário do eclipse de 1919 que comprovou a Teoria da Relatividade Geral de Einstein)

    As lendas e as crenças são um modo de compreendermos o sentir dos nossos antepassados.

    https://www.almedina.net/o-sol-e-os-eclipses-hist-ria-lendas-curiosidades-1616069403.html

  • “Gestão da manutenção de equipamentos, instalações e edifícios” de José Paulo Saraiva Cabral

    “Como organizar e implementar um sistema de gestão da manutenção com apoio da informática é o tema deste livro.

    Retomam-se os conceitos de manutenção cobertos na obra do mesmo autor, Organização e Gestão da Manutenção - dos conceitos à prática, também publicada pela Lidel, em 6ª Edição, aprofundando e desenvolvendo-se esses conceitos com base nas recentes normas ISO relativas a terminologia, indicadores de desempenho, contratos e documentos de manutenção, e enriquecendo-se com a grande experiência do autor como coordenador da implementação de soluções de organização da manutenção e formador.

    A gestão da manutenção de edifícios foi nesta edição substancialmente aprofundada para responder às exigências que as regulamentações do RSECE e do SCIE colocam à gestão técnica dos edifícios nos importantes domínios da gestão energética, da qualidade do ar interior e da segurança contra incêndio.

    Tudo numa perspetiva prática onde, partindo dos conceitos fundamentais, se passa pelas metodologias de implementação para chegar a verdadeiras soluções de gestão. Uma obra plena de oportunidade para qualquer interessado no tema da manutenção. Uma contribuição ótima para o desempenho competente da gestão de ativos fixos das empresas.”

    https://www.fnac.pt/Gestao-da-Manutencao-de-Equipamentos-Instalacoes-e-Edificios-Jose-Paulo-Saraiva-Cabral/a689659

  • “Fotografia com câmara digital e smartphone” e Alexandre Barão e Filipe Duarte

    “Este livro assume-se como uma obra de referência obrigatória para quem se quer iniciar e desenvolver, no apaixonante mundo da fotografia. Com a capacidade que os smartphones têm de incorporar máquinas fotográficas, assistimos a uma geração que, diariamente, regista e publica milhares e milhares de imagens.

    Assim, a fotografia é hoje uma realidade generalizada, ao alcance de todos. Escrita de forma didática, simples, acessível e entusiasta, esta obra ensina as bases do processo fotográfico, desde a composição e o registo da imagem, à sua edição e publicação.

    Um livro repleto de conceitos estéticos e estratégias técnicas, destinado a todos os que queiram aprender fotografia.”

    https://www.wook.pt/livro/fotografia-com-camara-digital-e-smartphone-alexandre-barao/24504717

  • “A fala das coisas” de José Jorge Letria e Elsa Fernandes

    “O que diria uma porta se falasse? E o que responderia a televisão se ouvisse? E quão divertido seria se todos os objetos lá de casa se pusessem na tagarelice?

    Tu gostas de falar, certo? E de certeza que adoras dar a tua opinião e tagarelar, e até de resmungar. Então e as muitas coisas que há à nossa volta? Será que elas também têm ideias, queixas e voz?

    Posso garantir-te que têm. Basta abrires este livro mágico para conheceres A Fala das Coisas. Cada objeto vai deslumbrar-te com a sua sabedoria, e explicar-te a sua função, o seu papel e a sua importância no mundo em que vives. Vais ficar maravilhado e aprender a respeitar estas muitas coisas que têm tanto para contar.”

    https://www.fnac.pt/A-Fala-das-Coisas-Jose-Jorge-Letria/a985772