Site Autárquico Loulé

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO COMENDADOR ANDRÉ JORDAN

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO COMENDADOR ANDRÉ JORDAN

Autarquia

09 de fevereiro 2024

A Câmara Municipal de Loulé expressa o seu mais profundo pesar pelo falecimento do Comendador André Jordan. Considerado por muitos o “Pai do Turismo Português”, o Algarve e, sobretudo o concelho de Loulé, muito devem à extraordinária visão do empresário que foi André Jordan.

André Jordan nasceu na Polónia em 1933. A família partiu para o Brasil, passando por Portugal, em virtude da invasão Nazi em setembro de 1939.

Iniciou a sua vida profissional como jornalista da imprensa brasileira, vindo, posteriormente, a desempenhar funções executivas nas empresas imobiliárias do seu pai, um dos pioneiros do setor no Rio de Janeiro.

André Jordan viveu e trabalhou em Buenos Aires, Nova Iorque, Paris, Londres e no Sul de Espanha.

Em 1970, veio para Portugal e criou empreendimentos emblemáticos de turismo e habitação no Algarve e na Região de Lisboa.

No concelho de Loulé, fez da antiga Quinta dos Descabeçados a hoje famosa e exclusiva Quinta do Lago. Homem de exceção, empresário com qualidades invulgares, através da sua genialidade, singularidade e visão soube, como ninguém, combinar desenvolvimento de territórios com arte, bom gosto e sobriedade na relação com a natureza.

Após o desafio da Quinta do Lago ao longo dos anos 70, em 1995, André Jordan partiu para uma nova aventura, adquirindo a empresa proprietária de Vilamoura, com o objetivo de elevar Vilamoura a um patamar de distinção superior e torná-la num destino turístico de excelência tanto a nível nacional como internacional. Esta tarefa exigia, não só recursos, mas sobretudo experiência e visão no negócio imobiliário. Assim nasceu a recuperação da parte antiga do resort fundado nos anos 60, o desenvolvimento do projeto Vilamoura XXI, a construção de novos campos de golfe (e a reabilitação dos antigos), a criação de um calendário de eventos de grande sucesso que trouxeram glamour e diferenciação, e fizeram da Vilamoura de hoje, um exemplo a seguir.

É pai de uma escola e de uma filosofia única na conceção e desenho de resorts turísticos de qualidade ímpar que lhe mereceram vários reconhecimentos nacionais e internacionais ao mais alto nível.

Foi-lhe atribuído Doutoramento Honoris Causa pelo ISCTE e pela Universidade do Algarve.

Foi Cônsul Honorário do Brasil no Algarve durante 17 anos, Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique e, em 2023, foi condecorado pelo Presidente da República, Prof. Dr. Marcelo Rebelo de Sousa com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Comercial.

O Governo brasileiro atribuiu-lhe o título de Grande Oficial da Ordem do Rio Branco.

Foi igualmente cidadão honorário das cidades do Rio de Janeiro e Nova Iorque e em 1998 recebeu a Medalha Municipal de Mérito de grau Ouro de Loulé e Sintra.

Foi nomeado Oficial da Ordem do Império Britânico (OBE), pela Rainha Isabel II. Recebeu o Prémio Nacional de Turismo – categoria Carreira.

Escreveu várias obras, sendo a mais recente “Uma Viagem pela Vida”.

André Jordan deixa assim um vasto legado nas áreas empresarial e cultural em diversos pontos do mundo.

De acordo com a sua vontade, o Comendador André Jordan ficará sepultado no cemitério de Almancil, terra que tantas alegrias lhe deu e que guardará dele boas memórias.

A Autarquia de Loulé enaltece publicamente o prestimoso contributo de André Jordan no desenvolvimento económico do concelho e endereça, neste momento de profunda consternação, as mais sentidas condolências à família e aos amigos.